De que são feitos os sonhos?

Diogène ou la Lucidité

ㅤ ㅤㅤOs sonhos despertam a nossa curiosidade desde tempos imemoriais. Muitas culturas, bem como as religiões e as ciências – da qual a neurociência é um exemplo –, tentam decifrar seu enigma. Teriam os sonhos algum significado? Qual seria este significado? Como chegar até ele?

ㅤ ㅤㅤConta-se que por volta de 332 a.C., Alexandre Magno, o rei da Macedônia, tem um sonho que muda os rumos da história. Ele desejava conquistar Tiro, cidade que vinha cercando exaustivamente com seu exército, mas sem sucesso, quando tem um sonho enigmático: nele, “um sátiro dançava como que em triunfo”.

ㅤ ㅤㅤAristrando, o intérprete a quem o rei relatou o sonho, interpreta-o como um sinal da vitória de Alexandre sobre Tiros – a qual de fato vem a se concretizar. O que Aristrando percebe é um divino detalhe: da palavra “satyros”, se dividida, resultaria “sa Turos”, sentença que traduzida do grego significa “Tiro é sua”. Na palavra “satyros” estava encriptada uma mensagem. 

ㅤ ㅤㅤPara a psicanálise, os sonhos têm um significado valioso por haver neles algo que quer ser dito. Contudo, a novidade psicanalítica vai além: se há algo que quer ser dito, é porque há alguém que deseja dizer alguma coisa. A psicanálise é uma arte da escuta desde seus primórdios; a escuta de uma fala que emerge do inconsciente.

ㅤ ㅤㅤSegundo Freud, “a interpretação dos sonhos é a via régia para o conhecimento do inconsciente na vida psíquica”. Essa perspectiva freudiana dá ao sonho o lugar de um ato psíquico genuíno, como o pensamento e a rememoração – estes que provém da força motriz que é um desejo. Podemos pensar no desejo como a matéria-prima, o combustível, que faz o nosso psiquismo trabalhar.

ㅤ ㅤㅤAssim, o produto onírico, que é o sonho, é resultado de um desejo. O sonhador, por sua vez, está intimamente implicado em seu sonho, pois este é, em essência, uma realização de desejo. O sonho de Alexandre não foi, então, uma previsão. Falava, antes de tudo, de seu desejo de Conquistar Tiro. Este exemplo é ilustrativo de como o central do sonho é  ser uma realização de desejo.

ㅤ ㅤㅤO essencial do sonho é que ele pode ser traduzido numa pequena frase que nasce de um pensamento que ficou escondido. Seu segredo deve ser desvendado ao pé da letra. Letras estas que estão, digamos, embaralhadas. O sonho, enquanto escritura do inconsciente, é feito para ser lido.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close